• A Agrociclo possui expertise no Agronegócio com soluções personalizadas pra você Estudos de viabilidade Licenciamento Ambiental, Passivos Ambientais, Relatórios Ambientais, Estudos de riscos ambientais, Crédito de carbono...
  • Agrociclo <>
  • Reciclagem Sustentabilidade e reciclagem
  • Biocombustível <>
  • Agronegócios <>
  • Energia A inovação tecnológica necessária descortina um leque de oportunidades para geração de emprego e renda.
Ações sustentáveis que geram lucro
PDF Imprimir E-mail

Antonio Carlos Porto Araujo *

Observadas as tendências do mercado globalizado cada vez mais competitivo e a velocidade com que a informação é transmitida, pode-se dizer que a geração de lucro para as empresas passa necessariamente pela gestão sustentável e a disseminação dessas práticas para seu público. Somente assim as empresas têm condições de responder satisfatoriamente às pressões exercidas por leis e regulações, pressões sociais e negociais.
Muito mais do que em qualquer época, a empresa passou a ser vista pela sociedade como parte integrante dela, com todos os deveres de atuação ambientalmente amigável e socialmente justa. Esse comportamento cria mais chances de desenvolver relacionamentos duradouros com toda sua cadeia de produção e clientes, aumentando as possibilidades de apresentar resultados econômico-financeiros positivos no longo prazo.
Dessa forma, se cria instrumentos de perenidade para a vida da empresa, imprescindível na manutenção da aceitação social, mantendo assim sua “licença social para operar”. Trata-se de critério de seleção também para o investidor, que supõe como consequência desse investimento em sustentabilidade um “subproduto” muito importante, que agrega valor à imagem da empresa.
Consoante a essa lógica econômica, as empresas visualizam como sendo as maiores oportunidades desse novo século a atuação no setor dos chamados “produtos verdes”, adequados ao crescimento do consumo sustentável. Trata-se então, de nova abordagem de conscientização ambiental. Assim, o lucro passa a ser assegurado controlando-se os custos, reduzindo perdas ou ineficiências, já que não é mais possível transferi-las para o preço do produto. Os ineficientes são substituídos pelos “produtos verdes”.
“Produtos verdes” são aqueles que apresentam melhor desempenho, se comparado aos similares antecessores e, principalmente, aos concorrentes. Em uma antiquada abordagem, as ineficiências dos produtos eram repassadas para o preço final de qualquer jeito. Já na atual abordagem, apoiada na ação consciente, se praticam ações que pretendem assegurar o lucro, porém controlando custos, reduzindo perdas ou ineficiências.
Como uma avaliação social é fundamental para a realização hoje do trabalho do profissional de investimento, as práticas de produção e prestação de serviços através de ações sustentáveis, inexoravelmente são protagonistas dessa nova percepção e geração de melhor qualidade de vida às empresas.

* Antonio Carlos Porto Araujo é consultor de energia renovável e sustentabilidade da Trevisan.
E-mail: Este endereço de e-mail está protegido contra spambots. Você deve habilitar o JavaScript para visualizá-lo.