• A Agrociclo possui expertise no Agronegócio com soluções personalizadas pra você Estudos de viabilidade Licenciamento Ambiental, Passivos Ambientais, Relatórios Ambientais, Estudos de riscos ambientais, Crédito de carbono...
  • Agrociclo <>
  • Reciclagem Sustentabilidade e reciclagem
  • Biocombustível <>
  • Agronegócios <>
  • Energia A inovação tecnológica necessária descortina um leque de oportunidades para geração de emprego e renda.
No Brasil, biocombustíveis não são os vilões
PDF Imprimir E-mail

Antonio Carlos Porto Araujo *

O fornecimento de energia líquida, baseada em combustíveis fósseis, a exemplo do petróleo, tem sido cada vez mais questionado por nações do mundo inteiro, principalmente em razão da alta taxa de emissões de gases de efeito estufa e da tendência à futura escassez desse tipo de combustível.
São esses mesmos países que hoje intensificam a busca por soluções alternativas ao fornecimento de energia líquida, que tenham reduzida emissão de CO2. Afinal, atingir plenamente todos os aspectos que envolvem o conceito de sustentabilidade ambiental é o grande desafio da sociedade moderna nas próximas décadas. Essa procura é uma evidência maior de que as mudanças climáticas, que decorrem, em grande parte, da emissão de gases do efeito estufa, impactam crescentemente a economia mundial.
As estimativas econômicas e a análise de custos das movimentações financeiras correspondentes levaram os especialistas a aprofundar seus estudos no sentido de melhor compreender os riscos dessas alterações no clima do planeta. E, neste cenário, Aa recente crise na produção de alimentos, e conseqüentemente a alta de preços sofridas por estes, tornou-se uma discussão mundial.
As condições geográficas e climáticas do Brasil vem favorecendo a agropecuária com os maiores índices de produtividade. Nosso País que já possui alguns dos mais eficientes modelos de desenvolvimento sustentável, pode promover, por meio da agricultura, melhorias em projetos agropecuários e na seleção de espécies mais resistentes aos atuais fenômenos climáticos. Há também enorme possibilidade de movimentação da fronteira agrícola para áreas menos atingidas.
O Brasil é um dos poucos países do mundo capaz de conciliar os interesses de desenvolvimento econômico com a obrigatoriedade, e necessidade, de manter protegida nossa biodiversidade. No início dos anos 1990, o biodiesel reapareceu como resposta às principais forças direcionadoras do mercado de combustíveis.
O biodiesel possui atratividade ambiental importante. Uma tonelada do óleo evita a produção de 2,5 toneladas de CO2; reduz as emissões de materiais particulados; apresenta significativa redução de hidrocarbonetos não queimados; além de ser biodegradável e melhorar a lubricidade do motor.
Na Europa, um dos principais problemas para a produção é o alto custo de seu etanol de primeira geração. Nos Estados Unidos, a produção de etanol provém do milho, que é a principal base da dieta mexicana.
Enquanto isso, o Brasil pode aumentar sua oferta de combustíveis renováveis, ao mesmo tempo que mantém nos mesmo níveis a produção agrícola de alimentos. Exemplo disso está no cultivo de mamona, basicamente, uma atividade familiar, exercida por pequenos agricultores. Trata-as de um ciclo produtivo no qual, é possível gerar emprego e renda para o agricultor – com a venda da mamona para as usinas de biodiesel – além de garantir a produção de maiores quantidades de alimentos para subsistência e venda de excedente.
Trata-se de um projeto de grande repercussão do ponto de vista social, pois integra a agricultura familiar a um ciclo econômico, gerador de receitas. E assim, cada vez mais, se torna factível tirar partido dessa janela de oportunidades para o fornecimento de alimentos e combustíveis produzidos de modo sustentável para o País e para o mundo.

* Antonio Carlos Porto Araujo é ambientalista, consultor da Trevisan Consultoria e professor da Trevisan Escola de Negócios.
Este endereço de e-mail está protegido contra spambots. Você deve habilitar o JavaScript para visualizá-lo.